Produdos Tradicionais Portugueses 

biblioteca online

 

 

Parceria portuguesa para os solos
Sistema de Informação do Regadio
Bolsa Nacional de Terras

Rede Rural Nacional 

 

dieta mediterranica logo

Agricultura biológica Guia de apoio à criação de microempresas Guia de apoio às explorações agrícolas  Serviço de Acncelhamento Agrícola Tecnicos em Formação Regulamentada

 

 

Balcão Único

 

Recursos Micológicos

 

Enquadramento

cogumelos 2

 
Em Portugal tem-se verificado um incremento significativo das atividades relacionadas com a exploração de cogumelos silvestres, vistos como uma fonte de rendimento suplementar para os agricultores e populações locais. Tem-se constatado um aumento da procura deste recurso em diversas vertentes nomeadamente gastronomia, turismo e indústria farmacêutica.
Este facto tem provocado a afluência indiscriminada de pessoas aos espaços florestais, a invasão das propriedades privadas e a utilização de métodos de colheita desadequados (a recolha é feita de forma aleatória e desregrada) que podem ameaçar a sobrevivência deste recurso e o equilíbrio ecológico dos habitats assim como comprometer a segurança alimentar dos consumidores. 

 

 
Projetos

Projeto “Promover os Recursos Micológicos”

A Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR), através da Equipa de Promoção e Desenvolvimento dos Territórios Rurais (EPDTR) (atual DDAAFA: Divisão da Diversificação da Atividade Agrícola, Formação e Associativismo), considerando muito relevante o tema dos "Cogumelos Silvestres", propôs à AFN (Autoridade Florestal Nacional), atual ICNF (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas), o desenvolvimento em parceria do Projeto "Promover os Recursos Micológicos", o qual foi aceite.
Este projeto teve apoio financeiro através do Programa da Rede Rural Nacional — FEADER (Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural), no que respeita à edição e divulgação do “Manual de Boas Práticas de Colheita e Consumo de Cogumelos Silvestres” e “Guia das Espécies Comestíveis com Interesse Comercial em Portugal”.
Obteve ainda apoio financeiro do PRODER (Programa de Desenvolvimento Rural), FEADER, nas ações de formação para técnicos e formadores e do POPH (Programa Operacional Potencial Humano) – FSE (Fundo Social Europeu), no que respeita às ações de formação para coletores.

Ficha do projeto

Saber mais: “Documento de Referência

Produtos do Projeto

Despacho n.º 7161/2015, de 30 de junho
Cria os cursos de formação profissional na área da micologia.

 logo agri fam  CAOF  uso eficiente da agua  sistema de  reconhecimento de regantes
 sir destaque2  Cartas Pery  NREAP  projeto BINGO