Produdos Tradicionais Portugueses 

biblioteca online

 

 

Parceria portuguesa para os solos  Sistema de Informação do Regadio Bolsa Nacional de Terras

Rede Rural Nacional 

 

dieta mediterranica logo

Agricultura biológica Guia de apoio às explorações agrícolas  Serviço de Acncelhamento Agrícola Tecnicos em Formação Regulamentada

 

 

Balcão Único

 

Fórum Ibérico sobre Produção Animal Biológica

I Fórum Ibérico sobre Produção Animal Biológica

A Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR), com a colaboração do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV, I. P.), da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) e da Associação Portuguesa de Agricultura Biológica (AGROBIO), vão realizar o I Fórum Ibérico sobre Produção Animal Biológica, nos dias 1, 2 e 3 de junho de 2017, que decorrerá no Auditório do INIAV, I. P. na Quinta do Marquês, em Oeiras.

Ler mais...

  

 


Sistema de certificação ambiental greening

Regime de Certificação Ambiental nacional no âmbito do Pagamento Greening

No âmbito dos pagamentos diretos e no seguimento da comunicação efetuada por Portugal, encontra-se concluído junto da Comissão Europeia o regime nacional de certificação ambiental para as explorações especializadas na cultura do milho e/ou do tomate para indústria.
Este regime, de adesão voluntária por parte dos agricultores, permite que o cumprimento da prática greening de diversificação de culturas, por parte das explorações especializadas nos setores mencionados, seja concretizada através de uma prática equivalente - Cobertura do solo durante o período de outono-inverno nas terras aráveis da exploração. Além da prática equivalente, este regime de certificação ambiental nacional abrange também as práticas greening standard de manutenção dos prados permanentes e superfícies de interesse ecológico.
A adesão ao regime de certificação ambiental é comunicada pelo agricultor no contexto de candidatura submetida no Pedido Único de ajudas, que terá início a dia 15 de fevereiro de 2016.
Para efeitos do regime de certificação ambiental nacional do greening, o agricultor deve celebrar contrato com um Organismo privado de Controlo e Certificação (OC), que emite um certificado válido por um período de três anos, desde que a exploração certificada não apresente incumprimentos no âmbito da prática equivalente e das duas práticas greening standard de manutenção dos prados permanentes e das superfícies de interesse ecológico.
Os OC devem ser reconhecidos pela DGADR quanto à competência técnica, procedimentos escritos e recursos para efetuarem atividades de controlo e certificação das práticas greening, e acreditados pelo Instituto Português de Acreditação (IPAC), em conformidade com a norma NP EN ISO/IEC 17065.

Regulamentação e normativos

  • Despacho normativo n.º 1-C/2016, de 11 de fevereiro
    Estabelece o regime de certificação ambiental no âmbito das práticas agrícolas benéficas para o clima e o ambiente.

  • Reconhecimento de OC

  • Plano de controlo
 logo agri fam  CAOF  uso eficiente da agua  sistema de  reconhecimento de regantes
 sir destaque2  Cartas Pery  NREAP  projeto BINGO